10 de setembro de 2014

Resenha: Gênesis

Autor: Bernard Beckett
Editora: Intrínseca
Edição:1/2009
Número de Páginas: 176

Na ocasião em que a Terra foi arrasada pela Peste, os sobreviventes reuniram-se em uma nova sociedade. Separados do mundo exterior por uma cerca em pleno oceano, vivem em absoluto isolamento – aviões que se aproximam são abatidos; refugiados, executados. Até que um soldado escolhe romper com as regras e, em vez de disparar, resgata das águas uma menina. Seu nome é Adam Forde. Ele muda para sempre o curso da História.

A capa desse livro é maravilhosa, mas confesso que não foi isso que me chamou a atenção. O livro estava por apenas R$5,00 na Bienal do Livro. Claro que não pensei duas vezes, comprei (esse e mais três). E posso falar com toda a certeza de que foram os cinco reais mais bem gastos da minha vida (tirando as vezes que comprava um salgado e um refrigerante na escola quando estava morrendo de fome).

O livro é uma distopia, mas é diferente de qualquer distopia que você já leu. Sim, eles vivem em um mundo pós apocalíptico. Sim, eles tem uma cultura nova e diferente. Mas o modo como o autor nos apresenta essa história é diferente, e na minha opinião, brilhante. A história se passa em uma entrevista, onde Anaximandra é interrogada por examinadores para ser considerada na Academia. A entrevista dura 5 horas, 4h de perguntas e pelo menos 1h de intervalos. A cada final de hora tem um intervalo.

A narrativa é em terceira pessoa, mas como é uma entrevista, é a Anax (apelido da personagem) que vai nos apresentar essa historia. O tema que ela escolheu para a entrevista foi a vida de Adam Forde, um homem que mudou o curso da história. Assim, os
Capa Americana
examinadores vão fazendo perguntas para Anax e ela vai respondendo, fazendo com que o leitor entenda melhor esse mundo novo.


O livro é bem filosófico, o autor brinca com nomes de filósofos famosos e com teorias que se você já conhece fica mais interessante de ler o livro. Filosofia é uma das minhas matérias preferidas, por isso que gostei tanto deste livro, os diálogos são super bem escritos e bem profundo, muitas vezes você terá que parar para pensar no que acabou de ler.

O livro é fino, apenas 176 páginas, mas como algumas conversas eram profundas, as vezes não conseguia devorar o livro, mas isso não quer dizer que estava ruim. O mistério sobre a vida de Adam só crescia e a vontade de entender melhor tudo aquilo que estava acontecendo era enorme. Isso que fazia a história fluir. A ação está presente mais para o final do livro, mas mesmo assim não é muita. O livro é composto de vários diálogos entre Anax e os examinadores que não passam de explicações e opiniões sobre determinado assunto.

Terminei o livro boquiaberto, no final do livro as páginas passavam rapidamente e na minha cabeça eu só pensava, "COMO ASSIM?", "O QUE?", "MAS, COMO?", "PORQUEEEE?" (e algumas palavras que não ficariam legais se escrevesse aqui). Mega surpreendente, e muito genial.

Mesmo que você só encontre o livro por R$20,00 ou até R$30,00, não exite em compra-lo, é muito bom. O mistério, o mundo novo, a filosofia, as discussões... resumindo, tudo neste livro é incrível. Se você gosta de distopia e de filosofia, saia agora da internet e vai ler esse livro. Gênesis está super-mega-blaster-ultra recomendado.

Nota: (5)

2 comentários:

  1. Olá, Murilo
    Tudo bem?
    Nossa, não conhecia mas adoro essa ideia de mundo pós apocalíptico, fiquei bastante ansiosa com a resenha, acho que vou falir com todas essas dicas legais haha!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA Vlw Poli. Sim, esse livro é muito legal!
      Beijos!

      Excluir