4 de junho de 2013

Resenha: O Plano Perfeito

Autor: Sidney Sheldon
Editora: Record
Edição: 2009
Número de Páginas: 306
Para Oliver Russell, não existe prazer que se compare à sensação de poder. Mas quando chegar à Presidência dos Estados Unidos, saberá que poucas coisas podem ser mais devastadoras para as suas ambições políticas que o desejo de vingança de uma mulher traída. O plano perfeito narra a história de paixão, poder, traição e desforra envolvendo a publicitária Leslie Stewart e Russell, que a abandonara para se casar às escondidas com a filha de um senador influente do Kentucky, estado pelo qual se candidatou ao governo. 


Em O Plano Perfeito, Leslie Stewart é uma publicitária bem conceituada, ambiciosa não mede esforços para ter o que deseja. Sua vida muda radicalmente após Oliver Russell um candidato a vereador, muito charmoso e carismático, procurá-la em busca de publicidade para sua campanha. Mas o problema é que a agência onde Leslie trabalha não se interessa por ele, devido às pesquisas que o apontam em desvantagem ao seu concorrente. 
Apaixonada, Leslie usa dos seus recursos financeiros para promover a campanha de “seu” candidato, o tempo passa e os dois chegam a ficar noivos, mas Leslie é largada por Oliver dias antes do casamento, para se casar com a filha do governador do Kentucky. Determinada a se vingar, Leslie articula um plano perfeito para destruí-lo.

Com uma narrativa alucinante, Sidney Sheldon é capaz de transportar o leitor para as páginas do livro. Capítulos curtos, e constantes reviravoltas, dois ingredientes indispensáveis para a criação de um livro de tirar o fôlego.  Faz-nos, ansiar e temer pelo inevitável final, que se constrói a cada virada de página.


A concepção do autor de ficção e realidade é tão linear na criação da história, que chega parecer, que tudo que ocorre nas páginas, está acontecendo de verdade. Talvez, por utilizar tramas paralelas ao dos protagonistas, expandindo o universo da trama em si. 


Os personagens de Sidney Sheldon parecem personagens de um seriado, isto, devido ao autor utilizá-los mais de uma vez em diferentes livros. Como se fosse uma história continua. A história de um protagonista termina, para a do coadjuvante continuar na próxima história. Outro fator que leva a acreditar que tudo que se passa na história é real.


O Plano Perfeito é uma história de vingança e poder, onde uma tenta se sobrepor a outra, e no final dessa batalha, a vencedora, seja quem menos se espera. 



Nota:(4)

8 comentários:

  1. O layout novo do blog ficou muuuuito legal! Adorei! =D
    O Plano Perfeito foi o primeiro livro que eu li do Sidney Sheldon. Tenho memória afetiva <3

    ResponderExcluir
  2. Eu amo Sidney Sheldon, ele é o autor do meu livro preferido (Se houver amanhã). Adoro que os livros dele sempre tenham mulheres fortes.
    Ainda não li esse livro, mas está na minha listinha. Acho que vou me propor o desafio de ler os livros dele que ainda não consegui, no ano que vem.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada do Sidney Sheldon, apesar de ser fã do gênero, ainda não tive a oportunidade. Mas quero muito ler um logo, acho que vou começar por Se Houver Amanhã, com base no comentário acima. Mas esse da resenha parece ser legal, também. Se eu gostar do primeiro, vou ler os outros, quem sabe não viro fã, né? Ótima resenha. ;)

    ResponderExcluir
  4. Não tenho certeza se eu gostaria desse livro, só lendo para saber porque ele me intrigou!
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir