10 de janeiro de 2013

Resenha: Glee - O Início

Autor: Sophia Lowell
Editora: Galera Record
Edição: 1/2011
Número de Paginas: 224

Uma oportunidade única para conhecer os bastidores do colégio McKinley - antes mesmo de o New Directions existir aos olhos do Sr. Schuester - e descobrir tudo sobre os principais personagens da série Glee. Quando Rachel viu Finn com outros olhos pela primeira vez? Como Quinn e Puck começaram seu romance secreto? Quando Mercedes começou a confundir os conceitos de “amigo gay” e “namorado”? E como será que o então amador clube do coral sobrevivia sem um líder destemido? Dica: não era exatamente um sucesso. "Glee - O início" é baseado na série de TV da Fox criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan. Prequel oficial da série Glee, atualmente exibida pela FOX.



Desde que vi uma chamada na FOX Brasil de um seriado chamado Glee, me interessei bastante e comecei a acompanhar os episódios. A primeira temporada acompanhei inteira pela TV, a segunda já não aguentei esperar e assisti os episódios online, na terceira comecei a baixar os episódios e estou fazendo isso com a quarta temporada. Tenho a primeira e a segunda temporadas completas em DVD e todos os CDs lançados no Brasil. Acho que deu para perceber que sou um gleek (fã da série), então não podia viver sem ler o livro baseado na série.

O livro conta as histórias que aconteceram no colégio McKinley antes do começo da série (antes do 1º episódio da 1ª temporada). Rachel acaba de entrar no clube do coral, deixando Mercedes, Kurt, Artie e Tina um tanto preocupados. Quinn está jogando o charme para o cara mais gato do colégio, Finn, só que não resiste ao charme malandro de Puck. A apresentação de um recital está chegando e o baile de Boas Vindas, todos estão ansiosos e se preparando.

A narrativa da autora em 3ª pessoa agradou muito. Por ser vários personagens diferentes,
com visões diferentes e jeitos de pensar diferentes, a autora conseguiu fazer com que uma determinada narrativa fosse direcionada a um personagem. Sendo assim conseguimos entender o porque Rachel pensou daquele jeito e porque Mercedes entendeu de outro jeito.

O livro foi lançado em 2011, enquanto a segunda temporada acabava (no 1º semestre) e a terceira começava (no 2º semestre). Isso foi um problema, porque existem algumas insinuações no livro que contradizem a série (como o pai afro descendente de Rachel), e outras que são simplesmente desnecessárias (como uma irmã de Quinn que nunca tinha ouvido falar). Isso não atrapalhou em nada a leitura, só acho que seria melhor para os fãs se essas afirmações estivessem de acordo com a série (já que o livro é baseado na série e não ao contrário).

Quem não assistiu a primeira temporada mais leu o livro, pode ter ficado um pouco frustrado com as pontas soltas que a autora deixa. Mas para quem assistiu, isso até que é muito legal, pois recordamos de alguns acontecimentos da primeira temporada. Então o livro serve de incentivo para começar a ver a série e para quem lê agora serve de recordação.

Foi uma leitura muito agradável, o livro consegue fazer com que a história contida nele passe em sua cabeça como um episódio da série, com comédia e um toque de drama escolar. Foi muito bom voltar ao Glee como era antes, apesar de não ver a hora de assistir aos novos episódios! Recomendo para quem gosta da série e para quem quer dar uma chance e começar a assistir.

Nota: (4)

5 comentários:

  1. Adoro Glee, é um das minhas séries favoritas e eu acompanho ela desde a primeira temporada e até pensei em comprar este livro, mas não senti que era necessário.
    Sobre o pai afro descendente da Rachel, na verdade a informação não está completamente errada, pois no 1º episódio da 1ª temporada os pais da Rachel são mostrados em algumas fotos do armário dela e um deles é negro, e não sei porque na 3ª temporada mudaram isso.
    Boa resenha.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Rodrigo! Eu até tinha pensado nisso, mas por eles terem aparecido na série, acho que deveria ter seguido essa linha (apresar de não ter entendido a mudança). Abraços!!!

      Excluir
  2. Amo muito Glee, é minha vida, tudo o que preciso kkkk.
    Nossa eu sempre quis ser ator, porem achava que não era para mim, quando comecei assistir glee, me senti minha historia e não desisti, agora faço teatro, amo muito o que faço e vejo que sim, sei o que estou fazendo, amo muito, glee me ensinou muito, glee me ensinou a viver de vdd.
    Ainda não li este livro, mas já comprei quero ler muito, agora vendo esta resenha to mais empolgado.

    Adoro ler seu blog, parabéns. tbm seu que faz teatro então MERDA!! ^^

    Luciano Barbosa
    Do Blog
    http://luciano-aod.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA Valeu mesmo Luciano!!! Muito legal mesmo! Verdade Glee sabe mesmo como mexer com a gente. Boa sorte na sua carreira! É nois! MERDA!!!!

      Excluir
  3. Murilo, adorei a resenha. Amo Glee, mas ainda não tinha nascido o interesse nesse livro. Agora, estou seriamente pensando em comprar.

    Abraços.
    http://sutilezadasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir