2 de novembro de 2012

Resenha: Diários do Vampiro- O Retorno- Almas Sombrias

Autor: L.J. Smith
Editora: Record
Edição: 2011
Numero de Paginas: 448

Stefan foi capturado por espíritos demoníacos e está preso na Dimensão Sombria, onde rumores dizem que vampiros e demônios andam livremente, mas humanos são mantidos como escravos por seus mestres sobrenaturais. Elena pede ajuda a Damon e, com Matt, vai até lá resgatar Stefan. O problema é que a tensão entre ela e Damon continua aumentando. Qual dos irmãos Salvatore Elena realmente quer?

Desde que me conheço por gente, sinto-me atraído por esse ser das trevas, que assola a noite de muitas pessoas, seduzindo-as para a morte. Se você pensou em vampiro acertou. É engraçada minha fascinação, não existem motivos, nem razões. A única coisa que me lembro é que uns dos meus “primeiros pesadelos.” Era de um vampiro me perseguindo, e carrego essa lembrança até hoje, mas vamos deixar essa história para uma próxima vez. Estou aqui pra falar de Diários do Vampiro, provavelmente você já ouviu ou assistiu aquela adaptaçãozinha fajuta (me perdoem os fãs) para a TV, ou como eu, você já leu ou está lendo a série de livros. Mas antes de começar essa resenha algumas curiosidades ou dúvidas sobre essa série devem ser esclarecidas.  Em primeiro lugar... L.J. Smith não escreveu seus livros inspirada na série vampiresca Twilight, pelo contrário, os quatro primeiros livros da serie DV foram escritos na década de noventa. Em segundo, aí sim podemos associar aos livros da tia Steph, devido ao sucesso de Crepúsculo no Brasil, as editoras ficaram desesperadas atrás de séries de vampiro, e o Grupo Editorial Record fez o seu achado. Nos Estados Unidos os livros de Lisa Jane já eram um fenômeno editorial, com a série aumentou mais ainda forçando-a a continuar a escrever. Dados os detalhes vamos à resenha.

Em Diários do Vampiro O Retorno Almas Sombrias, Elena embarca rumo a Dimensão Sombria, junto de Damon e Matt para salvar Stefan que fora enganado pelos irmãos raposas, nesta jornada nossa heroína sente-se cada vez mais atraída pelo Bad Vampire (Damon) e não sabe ao certo como lidar com a situação, Matt fadigado com o clima dos “amigos”, decide voltar para Fell’s Church  para ajudar os moradores que estão sofrendo com as travessuras dos Ktisunes ( pra quem não sabe ele são os irmãos raposas). Assim Meredith e Bonne vão ao encontro da melhor amiga, para enfrentar o desconhecido na Dimensão Sombria. Lá como as três são humanas, são obrigadas a fingirem serem escravas de Damon, pois só assim é permitida a entrada de humanos. E pelo contrário do que você possa pensar a D. S. não é o inferno! Seria mais próxima a um purgatório Feudal. Sim, você entendeu direito. O sistema que rege essa dimensão é igual a que existiu no passado na Europa. Entre confusões, doações de sangue, festas palacianas. Elena perceberá que para salvar Stefan as coisas não serão tão fáceis, e que seus sentimentos pelo outro vampiro possam fazê-la se perder no caminho. Ufa! Eu poderia citar mais coisas, mas são tantos detalhes que deixo na conta de vocês.

 Já no sexto livro, Lisa parece um pouco confusa em sua escrita, muitos detalhes, construções inusitadas, mais personagens se assomando a trama, entre outros deslizes. Deixa “Almas Sombrias” um tanto cansativo. Tirando os pontos negativos de certo modo normais nesta altura do campeonato, mais uma vez L.J. me conquista com a sua habilidade de misturar dois gêneros e transformá-los em apenas um, no caso ficção cientifica com sobrenatural. É justamente por causa dessa mistura de gêneros que tenho antipatia pela série televisiva, porque na TV os produtores mantiveram apenas o sobrenatural, que para mim descaracterizou totalmente.

Tenho uma paixão insana por Elena, diferente de muitas protagonistas de sobrenaturais, ela é uma vadia declarada, e mesmo depois de ter virado vampira, morrido e voltado dos mortos, ela não se esquece das suas origens e quando decide alguma coisa, sai de baixo, porque a Ice Queen está na área.

Pela primeira vez Damon recebe um enfoque que nos livros anteriores ele não teve, temos a oportunidade de conhecê-lo melhor e aprender a entender seu estilo Bad Vampire . E diferente de Stefan (que é um chato de galocha) não está preocupado com nenhuma conseqüência de seus atos e o que as pessoas vão pensar a seu respeito se ele tomar determinada atitude. Ele dá um up em Elena, que até o momento Stefan não tinha conseguido dar.

 Acho muito interessante na trilogia O Retorno a utilização de elementos da cultura japonesa,  e como cada elemento faz sua participação na história. No começo achei um pouco estranho, pois não sabia se estava lendo DV ou lendo uma história de IunuYasha (anime).

Mais uma vez, fui hipnotizado e transportado para o mundo de DV, onde a narrativa sobrenatural SyFy ao mesmo tempo que te faz delirar de prazer, produz ânsias de vomito.

 L.J. tem ainda muito o que contar, apesar de até o momento no Brasil ter até o livro sete, nos EUA a série literária  continua, e sinto que a autora está enfiando sua história  cada vez mais fundo na escuridão, no sentido sobrenatural da coisa, e vamos ver o que nos esperar daqui por diante. Medo!

Nota: (5)







15 comentários:

  1. Sou apaixonada pela série de TV, mas os livros me decepcionaram depois do que a editora fez com a L.S. além de eu ter empacado em um volume aí da série. Mas não posso negar que sempre dá uma saudade quando leio sobre, adorei sua resenha. Bem concisa.
    Beijos
    Jups
    Upsagas.com

    ResponderExcluir
  2. Sim também me fiquei p#@!# da vida com a editora... Sacanagem deles, a série é dela poxa! =) vlw pelo comentário Beijos volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Felipe!
    Gosto muito da série de TV. Mas infelizmente os livros não me agradaram, li até o quarto volume. Não gosto do jeito que a L.J escreve, ela corre muito com os livros não colocando detalhes necessários. Os primeiros livros que eu li não gostei! Depois que assisti a série, fiquei espantado =O de como os produtores melhoraram a obra...
    Ainda pretendo continuar a ler os livros, mas não é uma prioridade!
    Sua resenha ficou ótimo. Nem vi o tempo passar enquanto lia, parabéns!

    Atenciosamente,
    David.H.S
    http://livrosemaisseries.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então é complicado falar do gosto né... Conheço muita gente que gosta da série e outras tantas não. E sobre o fato de ela correr talvez seja justamente por ela apelar para a ficção cientifica. Obrigado pelo comentário, elogios é sempre bom ouvir. Abraços!

      Excluir
  4. O cansaço que você sentiu ao ler o Almas Sombrias foi o mesmo que eu senti ao ler o Reunião Sombria. Adoro os quatro primeiros livros, já sabia de toda essa história deles terem sido lançados muito antes de Crepúsculo, porém eu acho que essa continuação repentina da série após muitos anos foi somente para seguir a até então "modinha" de vampiros. Não digo que a série é ruim em um todo, mas eu prefiro esquecer que houve uma continuação após quarto volume.

    Achei sua resenha muito boa, com detalhes na medida certa, mas ainda assim não mudou minha opinião.

    Wendell Carvalho
    Something 'Bou Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Felipe, sabe, eu amo a série de livros até o quarto, também acho que a autora está ficando um pouco... Não sei explicar, porem o universo que ela está criando me parece meio..., impossível.
    Gostei bastante da sua resenha, pareceu bem sincera.
    Bjs e sucesso!

    Laryssa
    www.literaturaummundoparapoucos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que bom que gostou Larissa! Sim esse universo criado pela autora é de dar nó na cabeça, mas é justamente por isso que eu adoro! =)

      Excluir
  6. Wow! Meu sonho é ter a coleção. É minha série favorita, apesar de eu já ter ouvido que o livro não é tão bom quanto a série de TVD. Enfim...
    Ótima resenha! Bem elaborada :)
    Xoxo
    http://foolishhappy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro a série de livros... Uma das minhas favoritas sobre vampiros! Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  7. Parabéns pela resenha Felipe, estou com esse livro aqui e fiquei com muita vontade de ler... eu gosto da série de livros e da série de TV que na minha opinião é mais trabalhada ^^

    beijos, me visita?
    www.amostradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom leia sim... Ainda mais se você curte mais o Damon pq nesse livro ele é o cara! Beijos... Visito sim!

      Excluir
  8. Oi Felipe!
    Concordo com você que o estilo "vadia" da Elena é muito mais atraente. Mas nos bônus da primeira temporada Julie Plac (a escritora da série) diz que não podiam colocar Elena com esse tipo de personalidade, pois o público tem que gostar da protagonista de cara. Eu até que entendo, mas eu amo o jeito piriguete da Katherine.
    Já vi algumas sinopses dos livros e sou apaixonado pela série (por isso, tive a iniciativa de comprar - semana antepassada, acho - a coleção de livros completa - inclusive o Diários do Stefan). Espero gostar dos livros assim como gosto da série.
    Visita meu blog e deixa sua opinião.
    OBS.: ainda sou meio iniciante na arte de escrever posts... rsrsrs
    fuimordidoporumvampiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Então... Nem é tanto pelo fato da Elena da série ser mais santinha, mas sim ao gênero que fica só no sobrenatural, entende? Gosto do jeito do livro de deixar meio ficção cientifica sabe... Algumas cenas de degolamento... Espancamento... Mundo alternativos... Entre outras coisas mais!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. lindos, adoro essa série. e nunca sei com quem que prefiro que a Elena fique... UHUAHAUH

    ResponderExcluir