13 de agosto de 2012

Resenha: Em Busca de Wondla

Autor: Tony DiTerlizzi
Editora: Intríncica
Edição:
 1/2012
Número de Paginas : 400

Eva Nove tem doze anos e sempre morou com Mater, uma robô azul-clara extremamente amorosa e maternal, em um abrigo subterrâneo ultratecnológico no planeta Orbona. Quando um estranho invade e destrói o lar que as duas dividem, a menina é obrigada a fugir para a superfície — um mundo que ela só conhece por meio de holoprogramas. Apesar do perigo, é a primeira chance que tem de perseguir seu maior desejo: encontrar alguém como ela, outro humano. Eva sabe que eles existem porque guarda um item valioso: uma ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto de uma estranha palavra: “WondLa”. A busca vai levá-la a descobertas que vão muito além de suas maiores expectativas, em uma jornada surpreendente, divertida e emocionante, que vai tirar o fôlego do leitor e inspirar muitos sonhos.
...

Primeiro o livro me chamou a atenção por causa da arte de capa, logo depois por causa de sua maravilhosa sinopse, e quando pesquisei o preço, não me agradei! Mas, por impulso e a vontade de comprar livros, acabei adquirindo-o. Sendo assim, li o primeiro livro de uma trilogia, “Em Busca de Woldla” e garanto que valeu a pena.

Vamos acompanhar Eva Nova, uma humana que vive em um espaço subterrâneo junto com Mater, uma robô que cuidou dela desde bebê, como se fosse sua mãe. Eva nunca tinha saído de sua “casa”, tudo que sabia sobre o mundo exterior, havia aprendido com Mater, em suas aulas de sobrevivência. Mas tudo muda quando um invasor entra em sua casa e começa a destruí-la. Eva, então é obrigada a sair, levando seus aparelhos tecnológicos e seu “Wondla”. No mundo externo, Eva vai viver grandes aventuras contendo muito mistério e ação.

Narrado muito belamente em 3ª pessoa, “Em Busca de Wondla” é um livro obrigatório para
os amantes de fantasia e aventura. Os personagens bem construídos e descritos, as imagens ao decorrer do livro (feitas também pelo autor da obra) muito bonitas e informativas, nos ajudando a ver o universo de Wondla em nossas cabeças, e uma história bem criativa, que nos conquista do começo ao fim.

Sendo o primeiro livro da “Trilogia Wondla”, não passa de uma grande introdução, mas isso não é sinônimo de ruim. A introdução, necessária, é muito bem escrita e ao introduzir a história o autor vai acrescentando ao leitor dúvidas, pistas, fazendo com que o mistério cresça e deixe o livro muito interessante.

Uma vez que começou a ler, não deve parar mais. O mais legal que percebi durante minha leitura, é que nas partes de conversa com diálogos e discrições, lia lentamente curtindo o momento, mas nas (muitas) partes de ação, lia sem parar, e só quando acabava percebia que tinha lido 20 páginas em muito pouco tempo.

Este livro está muito recomendado, para todos! Contendo uma historia interessante, que prende o leitor até o fim, uma narrativa super legal de ler e uma edição maravilhosa, que fica linda na estante. Mal vejo a hora de ler as continuações!

Nota:(5)

12 comentários:

  1. Mú, ótima resenha, o livro parece realmente ser bom, pena que ele não despertou interesse em mim... Mas, que ele fica lindo na estante, isso é sem duvidas. Shaushua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Felipe!!! Ter o livro só para ficar bonito na estante! HAHAAHAHA

      Excluir
  2. Sua resenha ficou otima! Parabéns *-*
    Ha tem uma tag pra você la no meu blog, espero que goste !
    http://contosdoces.blogspot.com.br/2012/08/tags-memes-eou-selinhos.html

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    A capa não chamou muito a minha atenção, achei meio bobinha, mas curti muito a resenha.
    Como não se deve julgar um livro pela capa, é certo que eu quero ler este e suas continuações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, garanto que não vai se arrepender! Pensando bem, não é todo mundo que gosta dessas capas, eu gosto, mas a historia é boa! :D

      Excluir
    2. Murilo, gosto não se discute, né? hehehe
      É que na verdade eu tenho dificuldade para me apaixonar por capas... Tenho cada livro na estante, que a capa não tem graça nenhuma, mas que eu comprei mesmo assim.

      Excluir
    3. É verdade!!! Também tenho livros que a capa não faz jus ao conteúdo! Mas fazer o que, né? HAHAHA

      Excluir
  4. Adorei a resenha. Sempre tive um certo preconceito com esse livro justamente por causa da sinopse, já que mostra ser um livro MUITO aventureiro, o que eu, amante de romançes melosos, nao gosto muito.
    Mas a sua resenha me fez repensar essa minha ideia. Vou dar uma pesquisada para saber mais sobre a trilogia.

    Abraços e ótimas leituras.
    http://somethingaboutbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro não tem romance, pelo menos nesse primeiro não, mas pode ser uma boa escolha para tentar ler algo fora do costume!!! Valeu! :D

      Excluir
  5. Super diferente esse livro em relação aos outros que vi da Intrínseca. Adorei a resenha, parceiro! Sempre adoro tuas postagens :)

    http://foolishhappy.blogspot.com.br/
    xoxo

    ResponderExcluir
  6. Senti a indireta que tenho que ler por amar fantasia e aventura. Gostei muito, a capa é bem criativa e eu curtiria muito ler. Adoro as resenhas do blog, livros interessantes feitas de foram sutis e leves, mas bem informativas e sem spolier. E eu AMO o Theme do blog!

    ResponderExcluir