13 de julho de 2012

Resenha: A Maldição do Tigre

Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Edição:
 1/2011
Número de Paginas : 352

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.
...

Li muitas resenhas positivas sobre esse livro e minha expectativa estava alta, e parece que estava um pouco alta demais. O livro não é ruim, mas acho que espera mais dele. A história é boa, criativa e bem narrada, mas sabe quando você lê e aquilo não flui do jeito que estava esperando que fluísse? Bom, isso aconteceu comigo neste livro.

A história é narrada em primeira pessoa, pela Kelsey, uma menina que arranja o primeiro emprego em um circo, e lá fica deslumbrada com um tigre branco, chamado Ren, que mais tarde vai se revelar um príncipe indiano que foi amaldiçoado. Kelsey vai para Índia tentar ajudar Ren á quebrar a maldição e viverá grandes aventuras.

Apesar de ter ficado gripado enquanto lia o começo do livro, achei que a história estava legal e interessante, mas um pouco depois da metade fui perdendo o interesse e empurrando a leitura.

Não estou dizendo que a narrativa é ruim, Houck sabe como escrever bem e criar bons personagens. Mas achei que, em certos momentos, ela exagera nos pensamentos de Kelsey, deixando a personagem chata. Ela passa a ficar muito confusa sobre seus sentimentos por Ren e acaba não decidindo nada. Não sei se é porque sou homem, mas não entendia a hora em que Ren ajudava Kelsey e ela gritava com ele em retribuição.

Por ser bem narrado e conter uma boa aventura, diria que ainda vou dar uma chance a série! O fato de eu não ter gostado de certas atitudes da personagem prejudicou meu interesse pela continuação. Os mistérios que ainda estão por vir me chamaram a atenção para ler o segundo livro (O Resgate do Tigre), mas só depois de muito pensar.*


*Pensei muito e decidi que não lerei a continuação. O que ficou na minha cabeça do livro, foram coisas que não me agradaram e não quero continuar uma série, sabendo que existem melhores que eu poderia estar lendo.

Nota: (3,5)

5 comentários:

  1. Tranquilo, todo romance sobrenatural a personagem principal é chatinha.

    ResponderExcluir
  2. Sempre a personagem principal é um porre isso é fato! Sei la prefiro sempre os homens.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Hm, tenho tanta vontade de ler essa série! Mas já li algumas resenhas dizendo que o livro é chatinho as vezes. Ainda assim acho a história tão interessante que quero tentar ler! Espero que melhore nos próximos livros (;
    Natália Maia - viciadasemlivros.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito este livro! Em pensar que eu já tinha ele em mãos, mas meu "adorável" ex namorado ficou com ele ¬¬'
    Gostei da tua resenha parceiro! Aliás, a capa do segundo livro é um arraso tbm né? *--*
    xoxo
    foolishhappy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    A capa deste livro é muito linda, mas a sua história não me convenceu muito para lê-lo e agora saber que a personagem principal é chatinha desanimou ainda mais kkk!
    Odeio personagens principais chatos...
    Mas mesmo assim quem sabe um dia não leio né?
    Sua resenha está ótima, super informativa!
    Abraços
    http://livrosemaisseries.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir